Bichectomia: redução de bochecas está na moda entre os procedimentos estéticos

O país se surpreendeu ao saber que o cantor Buchecha fez bichectomia para reduzir suas bochechas, mas o procedimento não é incomum. Atrizes como Angelina Jolie, Megan Fox e Mila Kunis estão entre as celebridades que recorreram à cirurgia por sua capacidade de afinar o rosto, padrão estético em alta em Hollywood.

Inicialmente a operação foi criada para os pacientes que sofriam por morder constantemente a parte interna das bochechas, onde está localizada a bola de bichat, bolsa que concentra a maior parte da gordura acumulada e que é retirada com a cirurgia.

Hoje, a procura pela operação é majoritariamente estética: seja pela busca por um rosto mais próximo dos padrões em voga, ou para evitar o bullying sofrido devido ao excesso de bochechas. Esta técnica é bastante antiga. Porém, os padrões de beleza estão sempre mudando. Hoje, o padrão é ser magra e bronzeada. Devido a isso, o número de adeptos da cirurgia deu um salto nos últimos cinco anos”, afirma o cirurgião-dentista.

De acordo com o especialista, a cirurgia é simples e tem duração de apenas 40 minutos.  É feito um corte de cerca de dois centímetros e, posteriormente, são aplicados de dois a três pontos no local. Embora seja pouco complexa, a operação requer cuidados no quadro pós-operatório do paciente. “Após a cirurgia, o paciente tem que evitar falar pelas próximas 24 horas. Quando nós falamos, mexemos a bochecha, exatamente na área operada. Além de não falar, também é indicado o uso de gelo no primeiro dia após a operação. Mas pode ser substituído por sorvete, que alimenta e, ao mesmo tempo, gela a região”, afirma o especialista.

Além dos cuidados imediatos do pós-operatórios, Prado recomenda moderação nos hábitos alimentares nos primeiros sete dias após o procedimento cirúrgico. Na higiene bucal, o especialista alerta para cuidados extras. “Eu recomendo enxaguantes bucais a base de clorexidina, para um bochecho leve, só para jogar o líquido na região, de forma sutil. Também recomendo que se evite escovar a área, para não correr o risco de bater com os pontos. Três ou quatros dias sem escovar não vão matar ninguém”, aconselha.Assim como qualquer procedimento estético, a bichectomia pode não atender à expectativa do paciente, de acordo com a sua fisionomia.

“O critério cirúrgico é individualizado para cada caso. Muitas vezes, a amiga da paciente realizou a bichectomia e a paciente afirma que quer ficar igual, mesmo com outro padrão de rosto. Pessoas com rostos muito longos ou com a face pequena são contraindicadas para passar pela operação”, alerta o dentista.

Fonte: Msn